Sunday, June 17, 2007

Pináculo da pintura metafísica


Giorgio de Chirico (1888-1978) foi um pintor italiano que integrou o movimento de pintura metafísica (entre 1909 e 1919), cujo estilo singular antecipou e, efectivamente, influenciou a pintura surrealista da década de 20, assim como uma porção incalculável da produção artística posterior.

A arte deste seu período é facilmente reconhecida pelos espaços vazios, figuras sombrias, vultos e a inserção de manequins distorcidos, o perfeito exemplo da sua técnica refinada em constante debate com uma manifesta inquietação interna. São espaços oníricos, irradiados por uma luz composta de tons amarelados, fortemente contrastados pelo verde escuro, quasi annerire, derivado das vastas sombras projectadas. Tranquilas paisagens que parecem querer simbolizar momentos perdidos ou ideais afectivos nunca concretizados.

(pintura na imagem:
Piazza Italia, 1913)


2 comments:

Mikaveli said...

Isso lembra-me a capa de um jogo... não estou agora a ver qual... ;D

Anonymous said...

É raro ver alguém que trate assuntos tão distantes e no entanto tão aproximados como você trata neste blog. Poderá ser aquilo que estou à procura, obrigado pelos seus excelentes pontos de vista.